Cirurgia Ortognática

Esta técnica é indicada para vários tipos de anomalias ósseas, desde crescimentos deficientes a exagerados, em todos os sentidos. Para que possa ser realizada, após a diagnóstico da condição do paciente, várias avaliações são feitas para planejar a melhor forma de tratamento.

Como saber se preciso de cirurgia ortognática?

Cirurgia ortognática é o procedimento que visa corrigir alterações de crescimento nos ossos da face: maxila (maxilar superior), mandíbula (maxilar inferior) e mento (osso da região do queixo), as quais foram determinadas por uma alteração em seu desenvolvimento fora do padrão ideal.

A cirurgia ortognática é indicada para pacientes com:

  • Prognatismo mandibular (queixo grande ou classe III) – Quando a mandíbula apresenta-se maior e posicionada à frente da maxila;
  • Micrognatismo ou retrusão mandibular (queixo pequeno ou classe II) – quando a mandíbula apresenta-se menor e posicionada atrás da maxila;
  • Assimetrias maxilomandibulares (face torta) – Quando os maxilares apresentam desvios em relação à linha média da face do paciente;
  • Face longa (sorriso gengival) – Se caracteriza pelo excesso de crescimento vertical da maxila;
  • Face curta – Se caracteriza pela falta de crescimento vertical da maxila;
  • Deficiência transversal (atresia) – Nesse caso, a maxila é menor (mais estreita) que a mandíbula;

A cirurgia ortognática também é indicada para o tratamento de apneia obstrutiva do sono, já que proporciona um maior ganho em volume das vias aéreas superiores.

Quanto tempo de recuperação pós-cirurgia?

Muitas pessoas me perguntam sobre esse assunto. 

A recuperação da cirurgia varia de pessoa para pessoa e depende do tamanho da cirurgia realizada (ex: cirurgia de apenas um maxilar ou bimaxilar)

Eu recomendo entre 10 e 14 dias de repouso para que o paciente se recupere para voltar aos estudos ou ao trabalho.
Desde que o trabalho do paciente não exija contato fisico.

Exercícios físicos leves podem retornar com 01 mês de pós operatório, sendo que a prática de esportes que exigem contato físico, só podem ser realizados após o período de 04 meses

Lembrando que os cuidados de higienização bucal devem continuar durante todo o período de recuperação pós operatória.

Como é a alimentação após a cirurgia?

Muitas pessoas me perguntam qual é a Alimentação ideal no pós da cirurgia ortognática.

Nos primeiros 5 dias
É indicado ao paciente consumir alimentos liquídos. A restrição de abertura de boca devido ao edema e elásticos leva a uma melhor adaptação com está dieta.

Do 5º ao 21º dia
Consumir alimentos mais pastosos como: purê, arroz, feijão, ovos mexidos, massas, frango e carnes desfiadas, e etc…

Do 21º ao 30º-45º dias após a cirurgia
O paciente pode passar a ingerir alimentos semi-solidos e sólidos.

Importante ressaltar que a cicatrização óssea após a cirurgia ocorre em 60 dias. Então alimentos que demandam muita força mastigatória não são indicados antes desse período.

Cirurgia ortognática x Apnéia do Sono

Sonolência durante o dia, ronco em excesso, cansaço e irritação por não conseguir dormir o suficiente são as principais queixas de quem sofre com apneia do sono.

Se você já tentou mudar hábitos, outros procedimentos para tratar o problema e não adiantou, a Cirurgia Ortognática pode ser a solução.

Muitas vezes a apneia acontece pois o paciente apresenta uma mandíbula retraída (retrognatismo mandibular), e isso causa a diminuição de espaço para passagem de ar e oxigênio.

A Cirurgia Ortognática corrige essa retração (ex: retrognatismo mandibular) através de uma nova posição dos ossos da face. Assim, além de garantir uma face mais harmônica, também aumenta a passagem do ar/oxigênio resolvendo o problema do ronco e da apneia do sono.

Como funciona o planejamento da cirurgia?

Com o planejamento virtual 3D em Cirurgia Ortognática é possivel ver o resultado antes mesmo da cirurgia!

Ele foi introduzido na última década e oferece ao cirurgião a melhor ferramenta de diagnóstico e planejamento da atualidade.

Com a utilização desse poderoso software de planejamento 3D podemos:

  • Planejar;
  • Simular;
  • Executar a cirurgia com precisão.

Por manipular a região facial, o rosto acaba passando por mudanças estéticas significativas, e para que o paciente tenha uma noção de como ficará o resultado final, o planejamento tridimensional é indicado.

Classificação das más oclusões

A classificação da mordida (oclusão) é dividida em três categorias principais, no qual chamamos de classificação de Angle: Classe I, II e III.⠀

Essa classificação se refere à posição antero posterior dos primeiros molares. Sendo que esta condição pode ou não estar acompanhada de uma alteração óssea/esqueletica.

E dependendo do caso, só pode ser corrigida, através da cirurgia ortognática.⠀

Por que a cirurgia ortognática é necessária?

A cirurgia ortognática não é um procedimento que visa apenas melhorar a estética facial.

Pacientes que apresentam dificuldade na mastigação, fala e até mesmo a respiração também possuem indicação para o procedimento.

A face traduz quais possíveis problemas o paciente pode ter.

Faça sua avaliação

Nossa equipe de especialistas está a um clique de distância, agende agora sua consulta avaliativa!